Online Casino
Home / Decoração / Monte uma brinquedoteca em casa: um lugar lúdico e educativo

Monte uma brinquedoteca em casa: um lugar lúdico e educativo

Imagina um espaço na casa totalmente pensado para que as crianças se divirtam. Um cantinho só delas onde a bagunça está liberada. Esta é a principal função de ter uma brinquedoteca em casa. As vantagens são muitas. A primeira é que ali será um espaço lúdico onde a criança vai poder se divertir e onde será estimulado o seu desenvolvimento. Além disso, a brinquedoteca também pode evitar bagunça na casa inteira, concentrando os brinquedos em único espaço e não espalhados em todos os ambientes, e diminuir o acúmulo de poeira no quarto, diminuindo o risco de alergia.

A brinquedoteca pode ocupar um cômodo totalmente exclusivo na casa ou até mesmo dividir espaço no quarto da criança. Em muitos casos, aquele escritório que estava sendo pouco utilizado ou o quarto de hóspedes ocioso pode se transformar num ambiente totalmente voltado para as crianças.

A brinquedoteca pode ocupar um cômodo totalmente exclusivo na casa ou até mesmo dividir espaço no quarto da criança (Foto: Reprodução/Pinterest)

A brinquedoteca pode ocupar um cômodo totalmente exclusivo na casa ou até mesmo dividir espaço no quarto da criança (Foto: Reprodução/Pinterest)

Neste caso, concentrar os brinquedos em um único ambiente evita que a bagunça se espalhe pela casa. Além disso, evita que os brinquedos acumulem poeira no quarto da criança. Porém, se não houver um cômodo disponível para a montagem da brinquedoteca, vale pensar em um cantinho no próprio quarto e reforçar a questão da limpeza no local.

“Neste último caso, quando não se tem muito espaço em um ambiente, é preciso eleger o que tem para guardar e o que quer. Fazer uma triagem dos brinquedos e livros é sempre bom”, pontua a arquiteta Juliana da Mata.

Concentre os brinquedos em um único ambiente evita que a bagunça se espalhe pela casa (Foto: Reprodução/Pinterest)

Concentre os brinquedos em um único ambiente evita que a bagunça se espalhe pela casa (Foto: Reprodução/Pinterest)

O princípio do ambiente é simples. “O que não pode faltar em uma brinquedoteca são livros e brinquedos, como o próprio nome sugere, sendo uma junção dos dois. E, para torná-la atrativa, é legal que seja bem lúdica, que não seja monótona e tenha muitas cores. E não existe tamanho certo para ela. Na verdade, aproveitamos o ambiente disponível”, explica a arquiteta do escritório Juliana da Mata Arquitetura.

Ela ainda acrescenta que o custo pode ser alto, mas que, com criatividade, é possível fazer uma brinquedoteca acessível com baixo custo. “Para improvisar, você pode usar móveis que já tem e dar uma cor neles, comprar nichos avulsos coloridos, colocar papel de parede ou adesivo na parede. Prateleiras lisas coloridas com os brinquedos em cestinhas pode ser uma solução que não fica cara e é legal para organizar os brinquedos”, exemplifica Juliana.

Prateleiras lisas coloridas com os brinquedos em cestinhas pode ser uma solução que não fica cara e é legal para organizar os brinquedos (Foto: Reprodução/Pinterest)

Prateleiras lisas coloridas com os brinquedos em cestinhas pode ser uma solução que não fica cara e é legal para organizar os brinquedos (Foto: Reprodução/Pinterest)

O primeiro ponto é escolher as cores e o tema da brinquedoteca. É preciso tomar cuidado com as cores mais vivas para que o ambiente não fique cansativo. Pode-se optar por paredes com cores mais sóbrias e móveis e objetos mais coloridos. Mas existem muitas opções de cores e temas que podem agradar às crianças. Basta equilibrar com os demais móveis e objetos. Inclusive, a própria criança pode ter voz na escolha. “É importante que os pais observem e que tenha participação da criança na escolha das cores e dos temas, já que o espaço será para ela. As meninas, às vezes, são mais detalhistas na hora de opinar, enquanto os meninos costumam ser mais práticos”, afirma a arquiteta.

Depois de eleger cores e temas, é hora de pensar na organização. É importante que a brinquedoteca conte com bastante espaço e lugares para guardar os brinquedos e livros. O ideal, inclusive, é que sejam locais de fácil acesso para as crianças. E nem precisa gastar muito. Uma opção é espalhar caixas e cestos pelo quarto. Para quem deseja algo mais planejado e pode investir um pouco mais, móveis com gavetões também podem ser bastante funcionais. As paredes também são úteis e podem servir para encaixar prateleiras e nichos.

Depois de eleger cores e temas, é hora de pensar na organização. É importante que a brinquedoteca conte com bastante espaço e lugares para guardar os brinquedos e livros (Foto: Reprodução/Pinterest)

Depois de eleger cores e temas, é hora de pensar na organização. É importante que a brinquedoteca conte com bastante espaço e lugares para guardar os brinquedos e livros (Foto: Reprodução/Pinterest)

Procure deixar as caixas e nichos em alturas mais baixas para que as crianças tenham acesso. Pode parecer bobagem, mas serve como aprendizado e também por questão de segurança. “Para evitar acidentes, o importante é colocar tudo ao alcance das crianças para que ela não queira subir em cadeiras e escadas para pegar algo. Isso também é bom para o aprendizado para que a criança brinque e guarde o brinquedo, desenvolvendo a autonomia e independência”, afirma Juliana.

É fato que toda criança adora usar a criatividade para desenhar e é fácil estimular a pintura neste ambiente. Lápis e papéis devem estar sempre em locais acessíveis, em bancadas ou armários abertos. Outra possibilidade é colocar uma lousa na parede ou pintar o local com uma tinta que simula um quadro.

A questão da segurança também deve ser levada em consideração na hora de montar a brinquedoteca. No chão, opte por tapetes emborrachados para que a criança não fique em um piso escorregadio. É importante evitar móveis pontiagudos e trocá-los por arredondados. “É interessante evitar quinas”, ressalta Juliana da Mata. Objetos que quebrem facilmente ou que possam ser derrubados nem pensar. Substitua por objetos de materiais que não quebrem, como plástico e madeira. Não esqueça também de pensar bem na iluminação. Os abajures podem se tornar perigosos porque ficam muito acessíveis e a criança pode derrubar ou tropeçar no fio. E não deixe móveis que facilitem o acesso às janelas.

Procure deixar as caixas e nichos em alturas mais baixas para que as crianças tenham acesso (Foto: Reprodução/Pinterest)

Procure deixar as caixas e nichos em alturas mais baixas para que as crianças tenham acesso (Foto: Reprodução/Pinterest)

Fonte: Revista Zap Imóveis

About Vila Rica

Somos uma empresa Imobiliária que trabalha com aluguéis de imóveis, compra e venda, administração de bens e condomínio, além de incorporações imobiliárias. Há mais de 40 anos atuamos no mercado do Vale do Rio dos Sinos tendo como marca a seriedade, a honestidade e a inovação. Nosso principal objetivo é facilitar a vida das pessoas através da prestação de serviços imobiliários, realizando o sonho de nosso cliente. Investimos em pessoas e novas tecnologias para oferecer ao nosso cliente o melhor custo /beneficio nas áreas e nas cidades em que atuamos: São Leopoldo, Novo Hamburgo, Esteio, Sapucaia do Sul e Porto Alegre.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top